Como achar o ponto ideal para o meu negócio?
By flipwash - 11 meses ago

Neste artigo exploraremos mais afundo um dos pontos que compõe um dos mais conhecidos conceitos de marketing: os 4 P’s. Para esta leitura, o foco será dado ao P de “praça”, também conhecido como “ponto” ou “canal de distribuição”, ou seja, aquele que corresponde à localização que o produto ou serviço estará disponibilizado ao consumidor.

Trata-se de um processo decisivo de alta relevância, visto que o local possui impacto direto no sucesso ou insucesso das vendas, culminando ou não no atingimento dos objetivos comerciais traçados. Há que se pensar de forma estratégica para que o empreendimento colha os frutos do investimento feito em outras frentes, como adaptação de infraestrutura e esforços de comunicação. E, conforme mencionado, o desempenho das vendas sofre influência da coerência que deve existir entre ponto e público.

Não se pode afirmar que existe uma fórmula pré-determinada que auxilia na escolha da localização do seu negócio, mas claramente que a decisão pode ser tomada com base na análise de certas variáveis. Você pode iniciar com um autoquestionamento, levantando para si as seguintes perguntas:

  • O local escolhido é acessível para o público que eu desejo atingir?
  • Existe fluxo de clientes potenciais no local escolhido ou em suas proximidades?
  • Qual é a quantidade de concorrentes diretos e indiretos nos arredores do local que escolhi?
  • Preciso investir em muitas reformas para adaptar o local escolhidos às minhas necessidades e às necessidades do meu público-alvo?

Diferentes pontos comerciais apresentam distintas características, sendo que cada uma delas deve ser levada em consideração. Se você pretende adquirir um ponto em um shopping center, poderá usufruir de benefícios contemplados pelo pagamento desse aluguel. Alguns desses benefícios incluem o oferecimento de vagas de estacionamento, segurança e monitoramento, que não deixam de ser extremamente práticos para o empreendedor. No entanto, não podem ser ignoradas as desvantagens dessa escolha, assim como os altos valores cobrados pelo condomínio, os horários restritos para funcionamento e o elevado investimento para garantir a reserva de uma loja disponível.

Já as lojas de rua, lhe isentam das preocupações relacionadas à gestão, pois você tem mais liberdade para tomar decisões administrativas. Todavia, abre-se mão do serviço de segurança e da garantia de vagas em estacionamento. Caberá a você ponderar as prioridades para arrematar a decisão final quanto ao seu ponto comercial ideal, sem deixar de pensar na viabilidade financeira que dá base ao pagamento de locação ou compra, taxas, impostos, reformas, manutenção e retorno sobre o investimento. Muitas vezes encontramos pontos comerciais aparentemente ideais, mas o orçamento não deve ser desrespeitado.

Outras dicas que podem ser seguidas no seu processo de decisão

  • Não invista em pontos comerciais estabelecidos em regiões com histórico de violência, já que isso pode afugentar transeuntes e diminuir drasticamente as chances de receber a visita de algum cliente advindo de outro bairro ou até mesmo de outra cidade.
  • Evite locais onde a visibilidade da sua empresa possa ser prejudicada. Lembre-se que movimento é diferente de aglomeração e que poluição visual nunca ajuda na divulgação, pois o campo de visão de potenciais consumidores fica comprometido.
  • Fique atento à legislação do seu município, pois algumas leis podem limitar ações que sejam de seu interesse, assim como reforma de fachada ou poluição sonora produzida por obras.

Já que você optou por escolher o melhor ponto comercial para sua empresa ou marca, lhe resta se aprofundar nas características macro e microeconômicas do local. Busque saber se a faixa etária das pessoas que lá trabalham ou residem é compatível com o seu plano de negócios – de nada adianta ter um portfólio que visa atender um público sênior se a loja estiver nas proximidades de universidades e repúblicas estudantis, por exemplo. A mesma ideia se aplica quando analisamos a renda per capita – produtos e serviços de valor elevado, os quais não visam atingir as classes mais baixas da população, dificilmente terão sucesso de venda se comercializados nas periferias.

 

Quero abrir um lava-rápido

Partamos agora do pressuposto que você decidiu abrir seu próprio negócio e que investirá em um lava-rápido que oferece serviços comuns ao conceito de boutique automotiva. Conforme apresentado em outros artigos, o setor está bastante aquecido para essa modalidade de empreendimento. A Flipwash e seu sistema de franquias já possuem diversas lojas espalhadas pelo território brasileiro, o que comprova o sucesso de seu conceito.

E para você que está disposto a investir em uma loja da Flipwash, as notícias não poderiam ser melhores: a facilidade em encontrar um ponto comercial para a instalação e funcionamento de um ponto da marca são enormes. O diferencial de não haver utilização de água para a higienização e lavagem dos veículos facilita ainda mais a escolha do local, ampliando o leque de possibilidades do franqueado.

Muitos dos que já investiram na Flipwash relatam a prosperidade de suas unidades abrigadas em supermercados, hipermercados, academias, centros comerciais, condomínios residenciais, condomínios comerciais, hotéis, hospitais, clubes, etc.

E então, se animou com a proposta da FlipWash? Saiba mais em nosso site www.flipwash.com.br 🙂

flipwash