Será que é o momento de abrir o meu negócio?
By flipwash - 4 meses ago

Ser o seu próprio patrão é o sonho de muitos brasileiros e, se você está lendo este artigo, provavelmente está pensando na ideia, não é mesmo? Mas, será que é o momento de abrir o meu negócio?

A resposta é: Talvez… Isso porque o processo de abrir um negócio depende de diversos fatores que vão influenciar nas chances de sucesso desta empreitada, e neste artigo vamos apresentar 5 pontos de atenção que são fundamentais para o seu sucesso!

 

1 – Franquia ou novo negócio

 

Um dos primeiros, e mais importantes, passos para iniciar seu próprio negócio é escolher o modelo ideal, ou seja, escolher entre uma franquia ou um novo negócio, e ambos os modelos têm seus pontos positivos e desafios.

 

É preciso pensar que não se abre um negócio sem investimento inicial, chamado de capital social, então é necessário ter algum dinheiro disponível para darmos os primeiros passos e, este é o primeiro ponto em que franquias e novos negócios se diferenciam.

 

De forma geral, abrir uma franquia requer um capital social maior, uma vez que grande parte da estrutura já existe, porém você estará investindo em uma estrutura pronta, o que diminui, consideravelmente, custos paralelos e posteriores, a identidade da sua marca, desenvolvimento de produto, negociação com diferentes fornecedores, etc.. Já uma empresa que se inicia do zero requer investimento em todas as etapas de sua criação e, mesmo que sejam valores menores, quando somados podem, facilmente, superar os custos de uma franquia.

Abrir uma empresa totalmente nova, por outro lado, te dá toda a liberdade de montá-la como você quer, sem restrição ou interferência externa, porém há maiores riscos, uma vez que seu modelo ainda precisa ser testado.

 

2 – Como escolher uma franquia

 

Para se escolher uma franquia, devemos sempre estar atento a alguns pontos básicos, como nosso perfil, investimento, custos fixos e variáveis, previsão de faturamento, e suporte e apoio que o franqueador oferece.

 

Pense no negócio dos seus sonhos, no que te atrai e busque franquias que se relacionem com você de alguma forma. É importante ter envolvimento afetivo com o seu negócio, mesmo que a ideia original não seja sua.

 

Verifique se o investimento necessário é viável para você. Não se comprometa com investimentos que você não possa arcar no médio prazo, então conheça franquias que ofereçam diferentes níveis ou tamanhos de investimento, e que possam apoiar seu crescimento gradual. Isto mostra seriedade do franqueador.

 

Converse com seu potencial franqueador sobre os custos fixos e variáveis, verifique se ele tem estas estimativas e sempre desconfie de valores milagrosos.

 

Entenda como o franqueador vai te dar suporte para fazer seu negócio se desenvolver e prosperar, afinal a relação é de parceria e um franqueador sério quer garantir que seu nome sempre será associado a qualidade e bons serviços, então, treinamento, plano de marketing, identidade visual, entre outros detalhes vão aumentar muito as chances de sucesso!

 

3 – Fique atento ao capital de giro

 

Ok, você abriu seu negócio, seja franquia ou uma nova empresa, investiu dinheiro e esforço, mas você tem como manter a operação até que o investimento retorne e você comece a ter lucro?

 

Sim, não há capital social que se sustente sozinho e, para garantir que seu investimento não vá por água abaixo, você precisa ter certeza que terá como manter seu estoque, pagar seus funcionários, impostos, contas, ou seja, todo o custo da sua operação diária.

 

Falta de capital de giro é a segunda maior causa de fechamento de franquias, atingindo 28% dos fechamentos deste modelo de negócio, segundo o portal do franchising, por isso, tenha um bom planejamento e conheça as facilidades que seu franqueador oferece na operação da marca, como a montagem do estoque inicial, sistemas de gerenciamento inclusos no pacote, uniformes, etc.

 

4 – Abra seu negócio no lugar certo

 

Ainda segundo o portal do franchising, a principal causa de fechamento de franquias é o erro na escolha da localização, então, pense bem e abra seu negócio no lugar certo!

 

Fique longe de locais que estejam dominados pela concorrência! Opte por oferecer seus serviços em locais com alta demanda e baixa concorrência, assim você aumenta as chances de sucesso, já que você vai ser uma das poucas, se não a única, opção para suprir uma demanda!

 

Aposto que você conhece as velhas frases “vender areia na praia” e “vender gelo para esquimó” e sabe que elas são ótimos exemplos de como enterrar o seu negócio! Busque oferecer o que falta para seu público, não o que já existe em abundância!

 

Preste atenção a locais onde a demanda pelos seus serviços seja alta e invista tempo na busca pelo local ideal! Caso vá abrir uma franquia, verifique se o franqueador tem este mapeamento, ou parcerias com locais que demandam seu serviço.

 

5 – Planeje todos os seus passos

 

Por último, mas não menos importante, esteja sempre um passo à frente e tenha todo o planejamento do seu negócio antes de começar a investir!

 

Conheça a fundo todos os custos que farão parte desta empreitada, sejam variáveis ou fixos, e veja se cabem no seu orçamento. Não existe negócio com retorno imediato garantido, então, não se comprometa sem ter certeza de que sua operação é sustentável!

 

Leve em conta todos os passos anteriores deste artigo e vá além, use sua experiência anterior, converse com amigos e conhecidos sobre suas experiências, busque avaliações de franqueados, caso vá abrir uma franquia, conheça casos de sucesso e de fracasso, nenhuma informação é demais.

 

Veja como foi o processo de franqueamento do Guilherme

 

>>>Conheça o mercado de estética automotiva!<<<

flipwash